Semana do Quadrinho Nacional
Capa SQN Site 2

Com muito honra que a Pandora Escola de Arte em parceria com a Biblioteca Municipal de Campinas e o Estúdio Carriero apresenta a Semana do Quadrinho Nacional!

O que é?

Em comemoração ao Dia do Quadrinho Nacional (30 de Janeiro), estamos promovendo uma semana repleta de atividades relacionada às histórias em quadrinhos brasileiras: exposições de ilustrações, caricaturas e muitas páginas de quadrinhos; palestras, bate-papo e feira de arte com profissionais trazendo obras de autoria própria.


Onde fica?

As atividades são dividas entre algumas localidades. Todas as palestras serão ministradas na Biblioteca Municipal de Campinas Professor Ernesto Manoel Zink juntamente com o acervo de quadrinhos antigos da loja Garagem Comics e a Feira de Arte com os autores independentes. As exposições estão divididas entre a Biblioteca Municipal, Pandora Escola de Arte e as outras bibliotecas de Campinas. Confira a programação completa a baixo. A entrada é franca.
Programação WEB Editável Vertical

Dia do Quadrinho Nacional

Surgiu com o intuito de homenagear todos os mestres de histórias em quadrinhos no Brasil, que para ganhar tal título deveriam ter pelo menos 25 anos dedicados às HQs (Histórias em Quadrinhos). Com o passar do tempo a proposta foi ampliada para prestigiar os melhores trabalhos realizados no ano anterior. Categorias foram criadas para que as pessoas pudessem votar nos seus profissionais favoritos, e assim nasceu a premiação Troféu Angelo Agostini que já está na sua 31ª edição. Toda a organização desse evento de premiação é realizada pela AQC-ESP (Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo).


Quem foi Angelo Agostini?

Angelo Agostini foi quem realizou a primeira História em Quadrinhos no Brasil, uma arte em sequência com um personagem fixo, que começou a ser publicada em 30 de janeiro de 1869. O nome dessa HQ era As Aventuras de Nhô Quim (ou Impressões de uma Viagem à Corte), que duraria nove capítulos pelo traço de Agostini. O personagem Nhô Quim é muito significativo para a arte desenhada no Brasil, assim como Angelo Agostini. Além de seu papel destacado como republicano, anticlerical e abolicionista, Agostini delimitou fronteiras, criou estilo, influenciou e tornou a caricatura, a sátira política e os quadrinhos parte de nossa nascente imprensa. Agostini foi, inclusive, um dos fundadores da mais  importante revista infantil brasileira: a popular O Tico Tico.
Fonte: www.bigorna.net

Pandora Escola de Arte:


Biblioteca Municipal de Campinas: